Última hora

Última hora

Clima calmo em Bengasi

Em leitura:

Clima calmo em Bengasi

Tamanho do texto Aa Aa

A vida em Bengasi parece estar, aos poucos, a voltar à normalidade.

Os habitantes da a segunda cidade da Líbia e a primeira a ser controlada pelos rebeldes, logo pós o início dos confrontos, enchem as ruas com sorrisos e gritos de vitória.

Os mercados ao ar livre voltaram a funcionar, dois dias depois de terem desaparecido das ruas.

Com a saída dos emigrantes que trabalhavam nas cadeias de distribuição alimentar, os produtos frescos escasseiam em Bengasi.

Muitas das lojas estão ainda encerradas e teme-se que haja uma rutura de stocks de alimentos e medicamentos, nos próximos dias.

A França anunciou já o envio de dois aviões com ajuda humanitária, quer na forma de bens quer na forma de pessoal médico, para Bengasi.

Na segunda-feira, duas cidades, Ajdabya e Rajma, a 100 e a 15 quilómetros a sul da cidade, foram bombardeadas. Dois depósitos de armamento foram alvo dos raides aéreos.

Muitos dos homens de Bengasi alistaram-se no exército para ajudar a por fim ao regime de Kadhafi, como confirma este militar: “Estas pessoas vêm para cá para ajudar o nosso país a ser livre e porque querem defender a nossa terra. Eles estão a aprender a lutar e a usar armas para irmos libertar Trípoli.”

Segundo os rebeldes, mais de 5 mil militares e voluntários estão prontos para avançar sobre a capital.