Última hora

Última hora

Integração de imigrantes turcos no centro de controvérsia

Em leitura:

Integração de imigrantes turcos no centro de controvérsia

Tamanho do texto Aa Aa

A viagem do primeiro-ministro turco à Alemanha está a suscitar controvérsia. Recep Tahiip Erdogan afirmou que os emigrantes turcos deviam aprender a língua turca primeiro. Em resposta, o chefe da diplomacia Guido Westervelle referiu que o alemão deve ser prioritário pois é a chave da integração.

Agora, a chanceler Alemã tentou pôr água na fervura.

“A integração dos emigrantes de origem turca sempre teve um significado muito especial para nós. Vou falar com Erdogan sobre os progressos que foram feitos e o que falta fazer. Para mim o essencial é aprenderem o alemão”, disse a chanceler na abertura da maior feira mundial de informática, em Hannover, a que Erdogan também compareceu.

O primeiro-ministro turco preferiu falar da integração na União Europeia, uma aspiração que tem reticências alemãs.

“A Turquia tem uma União aduaneira com a União Europeia e está em negociações para uma adesão plena mas mesmo assim, a Turquia tem o fardo dos vistos para os cidadãos”.

Erdogan fazia uma comparação com vários países sul-americanos que não precisam de visto – como o Brasil – ao contrário do que se passa com a Turquia.

Na Alemanha vivem cerca de 3 milhões de emigrantes turcos.