Última hora

Última hora

Gorbatchov diz que Putin não deve apresentar-se novamente à presidência

Em leitura:

Gorbatchov diz que Putin não deve apresentar-se novamente à presidência

Tamanho do texto Aa Aa

Condecorado pelo Kremlin no dia em que cumpre 80 anos de idade, Mikhail Gorbatchov não hesita em criticar o poder russo.

O último líder da União Soviética recebeu do presidente Dmitri Medvedev a Ordem do Apóstolo Santo André, a máxima condecoração russa.

O primeiro-ministro classificou-o como um dos maiores estadistas da atualidade. Gorbatchov sublinhou, no entanto, que Vladimir Putin “não deverá apresentar-se” à corrida presidencial em 2012, já que “os dois mandatos que cumpriu foram suficientes”.

Numa entrevista a um jornal, o “pai” da Perestroika disse que o poder russo tem “raízes apodrecidas” e alertou para a possibilidade de um cenário de revolução semelhante ao dos países árabes. Perante as câmaras, Gorbatchov exprimiu o desejo que “árabes e muçulmanos se involvam no processo global de criação de um mundo melhor, através da cooperação, e que se tornem parte da luta contra o terrorismo”.

Bem-amado além fronteiras, Gorbatchov não goza da mesma popularidade na Rússia. Uma sondagem revela a indiferença de mais de metade da população face à figura histórica. Vinte por cento dos inquiridos admitiu mesmo “desprezo” por aquele que é visto pela maioria dos russos como o responsável do fim do bloco soviético.