Última hora

Última hora

Chavez "amigo" de Kadhafi defende mediação para a Líbia

Em leitura:

Chavez "amigo" de Kadhafi defende mediação para a Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Hugo Chávez sai em defesa de Muamar Kadhafi depois de duas semanas de violência na Líbia para derrubar o ditador e o seu regime.

O presidente venezuelano propôs a criação de uma comissão para mediar a crise líbia e acusa os Estados Unidos e a NATO de pretenderem uma acção militar para o país.

O Presidente venezuelano referiu-se ao líder líbio como “um amigo”. “Espero que a política das armas não seja imposta, e que os tambores da guerra sejam substituídos pela criação desta comissão que vá à Líbia mediar as negociações entre o governo e os líderes da oposição, que até agora ainda não se mostraram”.

.

As declarações de Chávez surgem após o anúncio da existência de conversações entre os EUA e os aliados da NATO a propósito de uma eventual solução militar que teria como finalidade a imposição de uma zona de exclusão aérea na Líbia para impedir ataques contra a população.

Chavez lançou a ideia ao Secretário Geral da Liga Árabe, Amr Moussa, que respondeu não ao amigo de Kadhafi, depois de ter consultado outros líderes árabes.