Última hora

Última hora

Frankfurt: atirador pode ter ligações a grupos radicais islâmicos  

Em leitura:

Frankfurt: atirador pode ter ligações a grupos radicais islâmicos  

Tamanho do texto Aa Aa

O jovem que abriu fogo sobre militares norte-americanos no aeroporto de Frankfurt poderá estar ligado a grupos radicais islâmicos.

Esta é pelo menos a convicção dos investigadores alemães graças a informações recolhidas em redes sociais.

Os motivos do ataque, que provocou dois mortos e dois feridos, são para já desconhecidos.

Um porta-voz da Polícia Federal desmentiu, entretanto, as declarações prestadas pelo ministro do Interior alemão e garante que a segurança no aeroporto de Frankfurt foi reforçada, tal como, o número de agentes, muitos deles vestidos à civil.

O tiroteio ocorreu dentro de um autocarro, junto ao terminal 2 do aeroporto de Frankfurt, um espaço que o kosovar de 21 anos conhecia bem e onde, segundo familiares do jovem, terá mesmo chegado a trabalhar.

O aeroporto fica a poucos quilómetros da base militar americana de Ramstein, que funciona como um centro de operações para o Iraque e Afeganistão.