Última hora

Última hora

Dior apresentou coleção sem John Galliano

Em leitura:

Dior apresentou coleção sem John Galliano

Tamanho do texto Aa Aa

O espetáculo tem que continuar. É a divisa da casa Cristian Dior que se viu obrigada a apresentar a coleção Outono/Inverno de 2011 sem a presença do seu criador.

John Galliano foi despedido. A direção lamenta, pela voz de Sidney Toledano:

“Cada um de nós que se entregou de corpo e alma ao seu trabalho está estupefacto e triste pelas suas palavras inqualificáveis”, disse.

Galliano foi denunciado por um casal que se sentiu insultado com as suas acusações antisemitas e desmascarado por um vídeo que circula na internet em que surge embriagado a proferir insultos e a expressar admiração por Hitler.

No desfile que decorreu no Museu Rodin, esta segunda-feira, em Paris, o ambiente era tenso:

“O que é sublime é que as pessoas da equipa começaram a chorar e o público também”, afirma uma espetadora.

Para muitos, como a modelo Natalia Vodianova, John Galliano está doente:

“John está sob influência de uma doença que é mais forte do que ele. As pessoas fazem coisas monstruosas sob a influência do alcool e eu nunca o entendi como ataques pessoais”

Desde que o escândalo rebentou, que não há informações sobre o paradeiro do estilista. Há rumores de que tenha partido para o Arizona, nos Estados unidos, para uma cura de reabilitação.