Última hora

Última hora

Líbia: Opositores dizem controlar Ras Lanuf

Em leitura:

Líbia: Opositores dizem controlar Ras Lanuf

Tamanho do texto Aa Aa

Muammar Kadafi espezinhado em Ras Lanuf. A imagem só é possível agora que a cidade está aos pés dos revoltosos. Depois de intensos combates na sexta-feira, hoje, a bandeira da era pré-Kadafi foi içada numa escola. A oposição ao coronel sai fortalecida com a conquista de Ras Lanuf, um importante terminal petrolífero a cerca de 600 quilómetros a leste de Trípoli.

Os dissidentes queimaram bandeiras do regime e festejaram a vitória, ao lado de vários soldados desertores.

É o caso do coronel Saleh al-Theytouri, que sublinha que “o objetivo é fazer cair o regime” e que ontem “não houve muitos mártires” apesar das forças fiéis a Kadafi serem “muito mais poderosas”.

Ainda que tenham o apoio de alguns militares que viraram as costas ao regime, a maior parte dos combatentes são civis que agora aprendem a manejar as armas.

No entanto, expulsaram as forças de Kadafi. Como prova da vitória, mostraram às câmaras de televisão uma residência vandalizada que dizem pertencer ao líder líbio. Mas o governo nega que a cidade esteja sob controlo dos opositores.

Os violentos combates de sexta-feira mataram, pelo menos, oito dissidentes, segundo fontes hospitalares.

Hoje, os revoltosos continuam a marcha em direcção ao oeste. A cidade de Ben Jawad, a 30 quilómetros de Ras Lanuf, também já estará nas mãos da oposição. O próximo objetivo fica a noventa quilómetros e chama-se Sirte, a cidade natal de Kadafi.