Última hora

Última hora

Bahrein: manifestantes à porta do governo

Em leitura:

Bahrein: manifestantes à porta do governo

Tamanho do texto Aa Aa

No Bahrein, milhares de pessoas voltaram a exigir a demissão do primeiro-ministro, Khalifa bin Salman al-Khalifa, no poder há quatro décadas.

Este domingo, os manifestantes protestaram, pela primeira vez, em frente à sede do governo. Gritaram slogans contra a dinastia dos Al-Khalifa, a família real sunita que reina há 200 anos no país. Mas a maioria da população é xiita e queixa-se de descriminações.

Os manifestantes exigiram que o Bahrein pare de tentar mudar o balanço demográfico ao naturalizar sunitas de outras nações.

Uma reivindicação que na última quinta-feira degenerou em confrontos entre xiitas e sunitas, em Hamad Town, na periferia da capital, Manama.

Os protestos neste pequeno reino do Golfo Pérsico começaram há três semanas. A oposição só aceita dialogar com o poder se o primeiro-ministro for demitido. O rei Hamad bin Isa al-Khalifa fez, entretanto, várias concessões, entre as quais a libertação de presos políticos e a criação de vinte mil postos de trabalho nas forças de segurança.