Última hora

Última hora

Guerra mediática na Líbia

Em leitura:

Guerra mediática na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

O cenário de guerra civil prolonga-se na Líbia. Os conflitos entre os opositores ao regime e as forças leais a Muammar Kadhafi continuam a aumentar.

Depois de um sábado violento, as duas fações reclamam vitórias.

Os rebeldes afirmam ter consolidado o controlo da cidade portuária de Ras Lanuf, no leste do país, e que depois seguiram para a cidade de Ben Jawad. Aqui os opositores afirmam não terem tido praticamente qualquer tipo de resistência.

Por outro lado, as forças governamentais, através da televisão líbia, afirmam ter retomado o controlo Ras Lanuf, Tobruk e Misrata, e que a próxima será Bengasi, o principal bastião da oposição.

Na zona ocidental da Líbia, o exército de Kadhafi diz ter retomado o controlo de Zawiya, a 50 quilómetros a oeste de Trípoli, contudo jornalistas ocidentais dizem que o exército ocupou momentaneamente a cidade mas que foi obrigado a recuar, fixando um cerco a Zawiya a três quilómetros do centro.

Num país onde as comunicações estão cada vez mais difíceis assiste-se a uma autêntica batalha mediática. As agências noticiosas internacionais deram conta de tiros esta manhã em Trípoli, contudo a televisão líbia desmentia qualquer conflito. Não seria tiros mas sim fogos-de-artifício, durante as celebrações em Trípoli, após o governo ter anunciado a retoma de importantes cidades no leste da Líbia.