Última hora

Última hora

Costa do Marfim: milhares de refugiados fogem para a Libéria

Em leitura:

Costa do Marfim: milhares de refugiados fogem para a Libéria

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas continuam a fugir da Costa do Marfim para a Libéria, três meses depois das eleições presidenciais que mergulharam o país na antecâmara da guerra civil.

Este domingo, os ex-rebeldes leais ao presidente reconhecido pela comunidade internacional, Alassane Ouattara, conquistaram uma terceira cidade no sudoeste do país.

Toulépleu está próxima da fronteira com a Libéria e fica numa zona controlada pelo presidente cessante Laurent Gbagbo, enquanto o norte é dominado pelos antigos rebeldes.

Devido aos violentos combates no oeste da Costa do Marfim, milhares cruzaram a fronteira e a Libéria teme uma situação de emergência humanitária.

Ao princípio, os refugiados começaram por ser recebidos por famílias locais mas a falta de comida e de camas obrigou à criação de algo mais. O campo de refugiados de Bahn está preparado para receber até 15 mil pessoas.

Um número muito aquém das previsões das Nações Unidas, que apontam a entrada de mais de 70 mil pessoas na Libéria. Outras 200 mil optaram por deixar o lar mas continuam na Costa do Marfim. A violência pós-eleitoral já fez cerca de 400 mortos.