Última hora

Última hora

Milhares de guardas protestam na Argélia

Em leitura:

Milhares de guardas protestam na Argélia

Tamanho do texto Aa Aa

O movimento de contestação intensifica-se também na Argélia.

Esta segunda-feira, 20 mil guardas municipais desafiaram a interdição de manifestar e concentraram-se na praça dos Mártires, em Argel.

Pedem aumento de salários, redução das horas de trabalho e as mesmas regalias sociais dos restantes corpos de segurança.

Um manifestante conta que “não lhe foi reconhecida a incapcidade total por isso só lhe pagam 60% do salário, que não chega para viver”. Resultado, afirma, vai ter que regressar ao trabalho.

Os manifestantes decidiram caminhar até ao parlamento depois de a delegação enviada a conversações com representantes do primeiro-ministro ter regressado sem ter sido recebida.

Os guardas fazem parte de uma força de 93 mil homens criada em 1994. Segundo dados divulgados durante a concentração, 4.400 destes homens foram mortos na luta contra os islamitas.