Última hora

Última hora

Alto funcionário da UE diz que Governo líbio é o seu interlocutor

Em leitura:

Alto funcionário da UE diz que Governo líbio é o seu interlocutor

Tamanho do texto Aa Aa

Durante quarenta e oito horas, uma missão europeia tomou o pulso à situação na Líbia.

A equipa foi liderada por Agostino Miozzo, diretor do Serviço Europeu para a Ação Exterior, que confirma a existência de violações dos direitos humanos. “É indispensável determinar as responsabilidades, saber exatamente o que aconteceu. É por isso que os embaixadores pedem um inquérito independente”, sublinhou Miozzo.

Agostino Miozzo está preocupado com a evolução da situação na Líbia e espera que se tente todas as possibilidades antes de avançar para opções mais duras. “As sanções foram decididas e decretadas. Pessoalmente, penso que antes de decidir ou de pensar num outro tipo de intervenção, é necessário verificar e investigar e aplicar todas as possibilidades políticas e diplomáticas”.

A delegação europeia encontrou-se com os embaixadores da Itália e da Hungria na Líbia e um representante do Ministério dos Negócios Estrangeiros líbio. “Neste momento, oito embaixadas europeias ainda estão acreditadas junto do Governo. Portanto, este Governo é o nosso interlocutor”, realçou Agostino Miozzo.

Várias embaixadas europeias, como as de Portugal, França, Reino Unido e Espanha, suspenderam as atividades.