Última hora

Em leitura:

Khadafi deixa aviso ao Ocidente


Líbia

Khadafi deixa aviso ao Ocidente

A imposição de uma zona de exclusão aérea na Líbia é vista por Muammar Khadafi como uma declaração de guerra.

Durante uma entrevista em Trípoli, o líder líbio advertiu a comunidade internacional e prometeu lutar, caso esta opção militar receba luz verde.

O homem no poder há 41 anos, que tem responsabilizado a Al-Qaeda pela rebelião no país, admite aliar-se aos insurgentes para combater as potências do Ocidente. O líder líbio afirma estar disposto a começar aquilo a que chama de “guerra santa.”

Declarações que muitos analistas entendem fazer parte da campanha mediática, em curso, dentro e fora do país.

Na televisão pública líbia, a imagem do coronel é pensada ao pormenor. Uma espécie de omnipresença idêntica à que tem vindo a ser retratada nas pinturas do filho, Saif Khadafi.

As aparições e as entrevistas tornaram-se, praticamente, diárias.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Combates obrigam a encerrar uma das principais refinarias da Líbia