Última hora

Última hora

França reconhece Conselho de Transição líbio e propõe "ataques aéreos cirúrgicos"

Em leitura:

França reconhece Conselho de Transição líbio e propõe "ataques aéreos cirúrgicos"

Tamanho do texto Aa Aa

A França tornou-se hoje no primeiro país a reconhecer o Conselho Nacional de Transição como o “único representante legítimo” do povo líbio.

O governo francês também se comprometeu a enviar um embaixador para Bengasi, principal bastião dos rebeldes e vai propor à União Europeia a realização de “ataques aéreos cirúrgicos” contra as forças regulares líbias.

Contudo, o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano já disse que o seu país não participará em ações bélicas contra o país de Kadhafi.

“A Itália não participará em bombardeamentos contra o território líbio. A Itália pretende uma resolução do Conselho de Segurança que permita a interdição da força aérea de Kadhafi, e não o bombardeamento da Líbia”, declarou Franco Frattini.

Entretanto, a NATO alargou a vigilância aérea na região do Mediterrâneo próxima da Líbia, passando de 10 para 24 horas o tempo de patrulha dos aviões-radar Awacs destacados em 2009 para este setor no âmbito da prevenção do terrorismo.

O secretário-geral da NATO, Anders Rasmussen disse que também estão a ser estudadas “ações adicionais”, caso haja um “mandato claro” do Conselho de Segurança das Nações Unidas.