Última hora

Última hora

Maior sismo de sempre no Japão

Em leitura:

Maior sismo de sempre no Japão

Tamanho do texto Aa Aa

Foi o mais violento sismo alguma vez registado no Japão, um país habituado a fortes abalos. Mas nesta ocasião a terra tremeu com uma intensidade maior do que o habitual. O epicentro do tremor de terra com 8,9 graus na escala de Richter localizou-se a 180 quilómetros de Sendai e a 370 quilómetros de Tóquio.

Eram um quarto para as três horas da tarde locais quando a terra tremeu apanhando toda a gente desprevenida. O sistema de transportes foi interrompido e registaram-se inúmeras perturbações nas telecomunicações.

Na capital, a maior parte dos edifícios, construídos com técnicas antissísmicas resistiu, apesar de terem sofrido fortes abanões. As pessoas precipitaram-se para as ruas.

A grande preocupação residia nas centrais nucleares. Apesar das autoridades terem anunciado que foram desligadas, um incêndio eclodiu na central de Onagawa, mas aparentemente sem gravidade. Foi confirmada a informação de que todos os reatores iniciaram o processo de arrefecimento com segurança.

Em diversos locais registaram-se incêndios, como numa refinaria em Chiba, nos arredores de Tóquio.

Precisamente na capital, pelo menos 4 milhões de habitações ficaram sem eletricidade.

Este é já considerado o maior de sempre no mundo em seis anos. Esperam-se várias réplicas fortes nos próximos dias, semanas e mesmo meses.

A comunidade internacional está a postos para ajudar o Japão a recuperar do abalo sem precedentes. Equipas de resgate podem viajar nas próximas horas até ao país do sol nascente.