Última hora

Última hora

Japão: Governo diz que dose de radiações baixou

Em leitura:

Japão: Governo diz que dose de radiações baixou

Tamanho do texto Aa Aa

Alerta máximo na central nuclear de Fukushima Daiichi, no Japão. Uma explosão danificou o edifício onde se encontra o reator número um. A radioatividade no local corresponde à dose limite a que uma pessoa pode estar exposta durante um ano.
 
O governo mandou evacuar a zona num raio de vinte quilómetros e enviou uma equipa de bombeiros para a central. Fukushima Daiichi fica a 250 quilómetros a norte de Tóquio e a onze de outra central, a Fukushima Daini. As autoridades também alargaram o perímetro de segurança em torno de Daini, que tem igualmente uma avaria no sistema de refrigeração.
 
O governo nipónico admitiu a existência da fuga, mas assegurou que a dose de radiações baixou. A agência de segurança nuclear e industrial avançou que é pouco provável que haja danos importantes ao nível da proteção do reator.  
 
Mas as televisões japonesas aconselharam os residentes a ficarem em casa e a fecharem as janelas. A Agência Internacional de Energia Atómica teve a garantia das autoridades nipónicas que vai ser distribuído iodo para que a população se proteja da exposição radioativa.
 
Entretanto, a região de Fukushima foi abalada por uma réplica de magnitude 6 na escala de Richter.