Última hora

Última hora

Cidadãos de Tóquio sentem-se perdidos

Em leitura:

Cidadãos de Tóquio sentem-se perdidos

Tamanho do texto Aa Aa

As informações que vêm do nordeste do país não tranquilizam os habitantes de Tóquio, que tentam voltar ao trabalho com a cidade a funcionar a meio gás.

Cerca de uma centena linhas de metro e de comboio que fazem a ligação às áreas suburbanas estão paralizadas. Milhares de pessoas estão desde sexta-feira impossibilitadas de regressar a casa:

“Eu vivo em Iwate. Vim a Tóquio no dia 10, ocorreu o sismo e não pude regressar a casa. Fiquei num hotel mas como o meu filho vive aqui, fiquei aqui”, conta uma cidadã.

A companhia de caminhos de ferro não consegue dar resposta aos pedidos de informação; a companhia de electricidade anunciou cortes para controlar o consumo, mas não esclareceu, nem quando, nem por quanto tempo.

Os combustíveis começam a escassear e nos supermercados as prateleiras estão a ficar vazias. Faltam sobretudo os pratos pré-confecionados sobretudo o tofu, substância rica em iodo, que os japoneses consomem em grandes quantidades e que ajuda a prevenir os efeitos da radioatividade.