Última hora

Última hora

Milagres e solidariedade

Em leitura:

Milagres e solidariedade

Tamanho do texto Aa Aa

Em Ishimaki um homem foi resgatado dos escombros com vida quatro dias depois de a cidade ter sido devastada pelo sismo e pelo tsunami.

Também na cidade de Otsuchi, uma septuagenária foi retirada com vida dos escombros da casa que foi arrastada pelo tsunami.

O filho ficou feliz, mas ainda falta alguém: “Estou feliz, mas não completamente. Estávamos juntos com o meu pai, e ele continua desaparecido”.

Segundo as autoridades japonesas já foram contabilizados pelo menos 3300 mortos e mais de 6700 desaparecidos.

O Japão está a receber ajuda internacional nomeadamente com a chegada de equipas de busca e salvamento vindas de vários países.

Entre elas estão as equipas britânica, chinesa e norte-americana.

“Estamos a trabalhar em colaboração com a equipa americana e chinesa para progredirmos metodicamente através dos edifícios e automóveis para que não fique ninguém esquecido”, referiu um dos elementos da equipa britânica.

Apesar das divergências políticas entre o Japão e a China, Pequim não esqueceu a solidariedade nipónica aquando do sismo de Sichuan.

No terreno também está uma equipa especializada em busca e salvamento vinda de Los Angeles, uma cidade americana que também se situa numa zona de alto risco sísmico.

As imagens amadoras que chegam todos os dias do terreno, refletem bem a violência do fenómeno.