Última hora

Última hora

Especialista fala da situação na central de Fukushima

Em leitura:

Especialista fala da situação na central de Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão de Investigação e de Informação Independente Relativa à Radioatividade é uma organização francesa que se dedica ao estudo do impacto das radiações nos seres humanos e no ambiente.
 
O diretor do laboratório da instituição falou com a Euronews sobre a situação que atualmente se vive na central nuclear de Fukushima:
 
“A partir do momento em que no exterior da central já se verificam níveis de radiação quatro milhões de vezes mais altos do que o natural, as pessoas que ficarem expostas durante algumas horas podem receber doses potencialmente mortais a curto prazo.
 
Dai, o ser possível que alguns membros do pessoal da central tenham recebido doses muito elevadas de radiações, pelo que sob este ponto de vista, o seu combate à situação vivida é de certa forma um sacrifício.
 
É necessário fazer tudo para que as pessoas sejam mantidas o mais afastadas possível das zonas de contaminação. As pessoas devem ficar em casa, para que respirem o menos possível ar contaminado, usar máscaras, e, em certos casos, tomar mesmo pastilhas de iodo para limitar a irradiação da tiroide
 
Tendo em conta o número de reatores com problemas graves de retenção e de libertação de matéria radioativa para o meio ambiente, estamos perante uma situação que é grave, e que podemos qualificar de catástrofe.
 
É muito cedo e não faz qualquer sentido estabelecer
comparações com Chernobyl”.