Última hora

Última hora

Japão: radioatividade impede helicópteros de lançar água nos reatores

Em leitura:

Japão: radioatividade impede helicópteros de lançar água nos reatores

Tamanho do texto Aa Aa

Os helicópteros do exército japonês tentam assegurar agora as operações de refrigeração dos reatores da central de Fukushima, mas o nível de radioatividade acima do reator número três não permite prosseguir a tarefa.

A Tokyo Electric Power confirma que é o reator número 3 que concentra a maior preocupação. Um fumo branco continua a sair da estrutura. A fuga radioativa é mensurável num raio de 20 quilómetros em torno da central, mas o governo afirma que não é ainda de risco para a saúde pública.

Durante a noite, voltou a reacender-se o incêndio do reator quatro, que viria a ser extinto.

O Japão começa a ser acusado pelos especialistas internacionais de ter minimizado a gravidade da situação.

Tóquio mantém o risco nuclear no nível quatro numa escala de sete; em França, a autoridade de segurança nuclear garante que o incidente já está ao nível seis.