Última hora

Última hora

Neve dificulta operações de socorro no Japão

Em leitura:

Neve dificulta operações de socorro no Japão

Tamanho do texto Aa Aa

É caso para dizer que um mal nunca vem só.

Seis dias depois do violento sismo e do tsunami, o nordeste do Japão volta a ser fustigado, desta vez pelo mau tempo.

A neve e o frio estão a dificultar as operações de socorro na região, numa altura em que se estima que milhares de pessoas estejam debaixo dos escombros.

As temperaturas estão abaixo de zero e aquela que já foi considerada a pior crise do país, desde a II Guerra Mundial, está longe do fim.

Os dados mais recentes confirmam a morte de 4000 pessoas. As autoridades estimam que o número de vítimas mortais possa ultrapassar as 10 mil.

Várias aldeias e cidades foram literalmente varridas e é num mar de entulho que as equipas de socorro e salvamento procuram sobreviventes.

Até ao momento foram resgatadas 15.000 pessoas, entretanto, realojadas em centros de acolhimento.

O governo japonês mobilizou 10.000 soldados. Mais de uma centena de países ofereceram ajuda ao Japão como é o caso, por exemplo, da China.

As equipas de socorro travam uma luta contra o tempo, mas a esperança de encontrar sobreviventes é cada vez menor.