Última hora

Última hora

Populações do norte do Japão fazem despistagem radioativa

Em leitura:

Populações do norte do Japão fazem despistagem radioativa

Tamanho do texto Aa Aa

O medo da dispersão da nuvem radioativa está a invadir os habitantes de Koriyama, a maior cidade da província de Fukushima, situada a 48 quilómetros do complexo nuclear.

A cidade foi atingida pelo terramoto mas não pelo tsunami. Os residentes são convidados a passar pelos testes de despistagem.

O governo anunciou esta manhã que não há, por enquanto, risco a uma distância superior a 30 quilómetros, mas os habitantes já não sabem em que acreditar, e mais vale prevenir:

“Eu estava muito nervosa até saber o resultado. Sentia-me bem e agora sinto-me tensa. Se não tivesse havido este acidente nuclear não teria sido necessário fazer os testes nem passar por esta experiência medonha. Estou furiosa!”, afirma uma cidadã.

Também em Niigata, a 200 quilómetros de Fukushima, as autoridades propôem testes voluntários.

Não há indicação dos índices de radiação que estão a ser detetados nestas regiões. Os serviços de meteorologia garantem, no entanto, que o vento está a afastar a nuvem radioativa para o Oceano Pacífico.