Última hora

Última hora

EXCLUSIVA - Saif Al-Islam Khadafi: "Dentro de 48 horas tudo estará terminado"

Em leitura:

EXCLUSIVA - Saif Al-Islam Khadafi: "Dentro de 48 horas tudo estará terminado"

Tamanho do texto Aa Aa

Esta quarta-feira: Saif Al-Islam Khadfi em entrevista exclusiva à Euronews.

A euronews encontrou-se em Tripoli com Saif Al-Islam Khadafi para uma entrevista exclusiva. Num tom de desafio, o filho do líder líbio diz que os opositores estão a fugir para o Egito e que o conflito acabará em breve.

Riad Muasses, euronews:
“O que pensa fazer contra aqueles que enfrentam com armas o regime?”

Saif Al-Islam Khadafi:
“Primeiro, é preciso dizer que eles fugiram. Há multidões que tentam passar as fronteiras para o Egito e dissemos, no seio do Exército, para deixarem uma passagem livre para esses traidores, essas milícias. Aqueles que contactaram os Estados Unidos, a Grã-Bretanha, a França e pediram o regresso das tropas britânicas e a intervenção das tropas norte-americanas e da NATO, estão a partir acompanhados das famílias para o Egito. Não queremos matar, nem vingar-nos. Mas os traidores e mercenários, que cometeram crimes contra o povo líbio, que partam e vão em paz para o Egito.”

euronews:
“A ONU está a estudar uma resolução que impõe uma zona de exclusão aérea. Que pensa da sua eventual adoção?”

Saif Al-Islam Khadafi:
“As operações militares terminaram. Dentro de 48 horas, tudo estará terminado. As nossas forças estão quase em Benghazi. Qualquer que seja a decisão, chegará demasiado tarde.”

euronews:
“A França foi o primeiro país a reconhecer o Conselho Nacional da revolução. O que pensa disso e qual é a sua opinião do presidente francês Nicolas Sarkozy?”

Saif Al-Islam Khadafi:
“Sarkozy deve devolver à Líbia o dinheiro que recebeu para financiar a campanha eleitoral. Fomos nós que a financiámos e estamos dispostos a revelar os detalhes. A primeira coisa que pedimos a esse ‘palhaço’ é que devolva o dinheiro do povo líbio, pois nós demos uma ajuda para que ele ajude também o povo líbio. Mas ele desiludiu-nos. Temos todos os detalhes, as contas bancárias, os documentos e as operações de transferência e vamos revelar tudo em breve.”