Última hora

Em leitura:

Japão: receios de radiação continuam a motivar êxodo


Japão

Japão: receios de radiação continuam a motivar êxodo

A população japonesa evacuada dos arredores da central de Fukushima é regularmente testada a eventuais contaminações de radiação. Uma medida de precaução antes de ser transferida para abrigos temporários.

Um homem que vivia a curta distância da central diz-se “chocado” e acusa as autoridades de “não informarem sobre o que estava a acontecer”. Acrescenta que está “bastante zangado com os responsáveis da central” e diz que a forma como estão a gerir a situação “é uma anedota”.

As ruas de Tóquio estão cada vez mais vazias, apesar do governo continuar a garantir que os níveis de radiação na capital japonesa não representam um perigo para a saúde.

O porta-voz do primeiro-ministro, Noriyuki Shikata, disse numa entrevista que não está “preocupado com uma eventual exposição a radiação” e que não acredita que “a maioria da população de Tóquio esteja demasiado preocupada”.

Mas a verdade é que se assiste a um êxodo de turistas, expatriados e residentes, que procuram refúgio no sul do país.

No aeroporto de Osaka, uma mulher diz que “o governo está a dar informação selecionada a conta-gotas para evitar o pânico geral”.

Vários países europeus já aconselharam os seus cidadãos a deixarem o Japão ou, pelo menos, as zonas afetadas e algumas companhias aéreas europeias e asiáticas interromperam os voos para Tóquio.

Rodrigo Barbosa

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Crise japonesa faz aumentar procura de iodo na Europa, EUA e Canadá