Última hora

Última hora

Entrevista com Claude Moniquet

Em leitura:

Entrevista com Claude Moniquet

Tamanho do texto Aa Aa

François Chignac: Claude Moniquet, como co-fundador do Centro Europeu de Pesquisa, de Análise e de Conselho Estratégico (ESISC), baseado em Bruxelas, é um especialista em geoestratégia.

Este cessar-fogo é uma armadilha para o conselho de segurança, montada por Kadahfi?

Claude Moniquet : Eu acho que o sr. Kadahfi, como já fez anteriormente em várias ocasiões, tenta ser mais astuto. Está a armar uma ratoeira à comunidade internacional. Certamente que as coisas se vão complicar, em particular para a Liga Árabe, mas acho que no fim de contas isso não vai alterar o curso da história.

F.C.: Contudo fica-se com a impressão de ele continuar em vantagem…

C.M.:O senhor Kadahfi tem uma personalidade extremamente interressante e complicada.

Quando o ouvimos falar, quando ouvimos os seus discursos, notamos que dá um passo á frente e outro atrás. Ele fez isso em todos os discursos

desde o início da crise. Acho que estamos mais uma vez perante a mesma patologia. Uma pessoa complicada, rodeada de pessoas complicadas, com interesses, pessoas que são seus filhos e alguns concelheiros como é o caso do senhor Moussa Koussa…

F.C.:Acha que isso pode levar a uma divisão no ceio do regime de Kadahfi?

C.M.: Isso poderia acontecer com os seus filhos. Eles são simultâneamente, filhos, adjuntos e conselheiros, mas são rivais entre eles. Não gostam uns dos outros e lutam entre si.

Também pode acontecer que o cessar fogo seja calculado. O senhor Kadahfi tem recordações muito más dos bombardeamentos americanos de que foi alvo durante os anos 80, e não quer certamente passar pela mesma experiência. Ele sabe que o preço a pagar será muito pesado.

F.C.: Acho que ele está a fazer “bluff”?

C.M.: Acho que este homem possui uma inteligência que lhe permite manobrar, mas acho que elefoi longe de mais nesta crise, e que vai ter muitas dificuldades em continuar no poder. Só isso.

F.C.: Na sua opinião acha que ele caminha para uma situação igual à da Somália?

C.M.: Acho que ele tenta ganhar tempo. Se para ganhar tempo, e talvez muito tempo, for necessário passar por um deterioramento da situação, por um conflito como o da Somália, nesse caso ele pode pensar em jogar uma cartada. Talvez ganhar alguns meses, ou alguns anos.

F.C.: Se isso acontecer, nas próximas horas ou dias, qual será a posição dos países que apoiaram esta resolução?

C.M.: Acho que, se num dado momento, que pode acontecer em qualquer altura, existir uma prova que ele não respeitou o cessar fogo haverá uma intervenção. Podemos pois imaginar um cessar-fogo e mesmo assim a implementação da “No Fly Zone”.

François Chignac –

Claude Moniquet, como co-fundador do Centro Europeu de Pesquisa, de Análise e de Conselho Estratégico (ESISC), baseado em Bruxelas, é um especialista em geoestratégia.

Este cessar-fogo é uma armadilha para o conselho de segurança, montada por Kadahfi?

Claude Moniquet –

Eu acho que o sr. Kadahfi, como já fez anteriormente em várias ocasiões, tenta ser mais astuto. Está a armar uma ratoeira à comunidade internacional. Certamente que as coisas se vão complicar, em particular para a Liga Árabe, mas acho que no fim de contas isso não vai alterar o curso da história.

F.C.

Contudo fica-se com a impressão de ele continuar em vantagem…

C.M.

O senhor Kadahfi tem uma personalidade extremamente interressante e complicada.

Quando o ouvimos falar, quando ouvimos os seus discursos, notamos que dá um passo á frente e outro atrás. Ele fez isso em todos os discursos

desde o início da crise. Acho que estamos mais uma vez perante a mesma patologia. Uma pessoa complicada, rodeada de pessoas complicadas, com interesses, pessoas que são seus filhos e alguns concelheiros como é o caso do senhor Moussa Koussa…

FC

Acha que isso pode levar a uma divisão no ceio do regime de Kadahfi?

CM

Isso poderia acontecer com os seus filhos. Eles são simultâneamente, filhos, adjuntos e conselheiros, mas são rivais entre eles. Não gostam uns dos outros e lutam entre si.

Tamb’em pode acontecer que o cessar fogo seja calculado. O senhor Kadahfi tem recordações muito más dos bombardeamentos americanos de que foi alvo durante os anos 80, e não quer certamente passar pela mesma experiência. Ele sabe que o preço a pagar será muito pesado.

F.C.

Acho que ele está a fazer bluff ?

CM

Acho que este homem possui uma inteligência que lhe permite manobrar, mas acho que elefoi longe de mais nesta crise, e que vai ter muitas dificuldades em continuar no poder. Só isso.