Última hora

Última hora

G7 intervém para baixar iene

Em leitura:

G7 intervém para baixar iene

Tamanho do texto Aa Aa

O G7 teve uma intervenção para travar as subidas do iene. Foi a primeira intervenção direta no mercado de divisas que o grupo de sete países fez em mais de dez anos.

Os ministros das Finanças do G7 tiveram uma teleconferência em que decidiram uma estratégia a adotar pelos bancos centrais, a começar pelo Banco do Japão, que comprou vários milhares de milhões de dólares, para fazer baixar o iene.

“Hoje, juntamente com os outros membros do G7, decidimos uma intervenção no mercado de divisas, porque a flutuação extrema das taxas de câmbio não é boa para os mercados financeiros e para a economia”, disse o ministro das Finanças japonês, Yoshihiko Noda.

A cotação do dólar face ao iene caiu a pique depois do terramoto, ou seja, o iene subiu, com o dólar a valer pouco mais de 76 ienes. Com a intervenção, a moeda japonesa baixou de novo e ronda agora a cotação de 81 ienes por um dólar.

Além de ter descido 3% face ao dólar, o iene caiu também 3,2% em relação ao euro.

O índice Nikkei esteve a recuperar, antecipando esta ação do G7 sobre a divisa. O índice principal da bolsa de Tóquio terminou o dia a subir cerca de 2%.