Última hora

Última hora

Kadhafi "será julgado pelos atos não pelas palavras"

Em leitura:

Kadhafi "será julgado pelos atos não pelas palavras"

Tamanho do texto Aa Aa

As reações dos líderes internacionais ao anúncio de tréguas por parte de Tripoli reforçam a voz da ONU, “Kadhafi tem de parar o massacre de civis”..

O primeiro-ministro britânico declarou que o Coronel Kadhafi será julgado pelos seus atos e não pelas palavras. “O que é absolutamente claro é que o conselho de Segurança da Nações Unidas disse que ele deve parar o que tem estado a fazer, a brutalidade contra o seu povo, senão todas as medidas serão tomadas para obrigá-lo a parar”, disse Cameron.

A França, um dos países que muito apressou esta resolução avisa através do ministro dos Negócios Estrangeiros, Bernard Valero.

“Recomendo a toda a gente o máximo de precaução para com as declarações de Kadhafi, lembrem-se o que ele disse ao longo destas três semanas e especialmente as terríveis ameaças que lançou contra o seu povo e não foram apenas palavras mas também crimes”.

Em Bruxelas, a resolução da ONU foi recebida com alívio e entusiasmo. Catherine Ashton lembrou que as sanções económicas contra o regime líbio são um ponto chave para a União Europeia, ao mesmo tempo defendeu que deve ser intensificada toda a atividade humanitária para ajudar o povo líbio.

“É muito gratificante que a resolução mencione sanções conta o negócio petrolífero líbio”, acrescentou.

Foram detectados 5 erros ortográficos. Cancelar Aceitar Alterações