Última hora

Última hora

Arranque da operação Odisseia Aurora

Em leitura:

Arranque da operação Odisseia Aurora

Tamanho do texto Aa Aa

As forças da coligação internacional bombardeiam desde há várias horas a costa líbia para destruir o sistema de defesa antiaéreo. É o arranque da operação Odisseia Aurora.

Os ataques da coligação visam, num primeiro tempo, instalações militares em torno das cidades de Trípoli, a capital, e Misrata.

Foi a aviação francesa que deu o pontapé de saída com caças Rafale, a sobrevoar por diversas vezes Trípoli e Bengasi, onde as forças pró-regime mantinham a população debaixo de fogo desde há vários dias.

Os primeiros tiros franceses destruíram, de imediato, quatro blindados, duas horas depois do início da operação. Mais de cento e dez mísseis Tomahawk tinham sido disparados a partir de submarinos norte-americanos sobre vinte locais estratégicos das forças pró-Kadhafi.

Em Trípoli um cordão humano formou-se em torno do bunker de Kadhafi para proteger o “guia da revolução” de um ataque.

A operação está a ser levada a cabo por forças dos Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Canadá e Itália.

A Líbia deverá ser alvo de um bloqueio total para evitar a entrada de armamento.