Última hora

Última hora

Charles de Gaulle a caminho da Líbia

Em leitura:

Charles de Gaulle a caminho da Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

O porta-aviões francês, Charles de Gaulle está a caminho da Líbia para apoiar a campanha aérea contra as forças de Muamar Kadafi.

Saído do Porto de Toulon, o navio transporta 20 aviões militares, a maior parte deles Rafale e jatos mais antigos Super Etendard, helicópteros e dois aviões de vigilância E-2 Hawkeye.

A operação Odisseia Aurora reúne dez países, cada nação participa com o envio de material especifica entre navios, aviões, submarinos e fragatas.

Uma frente liderada pela França, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Qatar, o Qatar que é o primeiro países árabe a juntar-se à coligação.

A viagem do super navio deveria demorar cerca de 24 horas, mas poderá levar de 36 a 48 horas para atingir a costa líbia após o carregamento dos jatos de combate e a realização de exercícios de aterragem.

O porta-aviões é escoltado por três fragatas – a antissubmarino Duplex, a antiaérea Forbin e a Aconit, com tecnologia Stealth – e o petroleiro La Meuse.

O grupo naval francês será protegido por um submarino nuclear.