Última hora

Última hora

Mundo assiste a novo conflito internacional

Em leitura:

Mundo assiste a novo conflito internacional

Tamanho do texto Aa Aa

As forças da coligação tiraram o açaime aos mísseis Tomahawk e aos bombardeiros. A mensagem ao coronel Kadafi começou a ser enviada um dia antes do oitavo aniversário da guerra no Iraque e é a primeira grande intervenção militar ocidental depois desse conflito.

Tripoli foi um dos alvos dos mísseis e dos aviões de guerra.

A capital viveu uma noite sobressaltada com as antiaéreas muito ativas.

A operação Odisseia ao amanhecer tem como objetivo proteger civis especialmente na zona de Bengasi e neutralizar a resistência a uma zona de exclusão aérea.

Navios, submarinos e força aérea norte-americanos, britânicos e franceses tiveram os principais objetivos em Bengasi, em Misurata e na capital Tripoli.

Mas os ataques aéreos podem não ser suficientes para convencer o líder Líbio a cessar-fogo. Kadafi está a recorrer a atiradores furtivos, pelo menos em Misrata, a terceira maior cidade.

A resolução 1973 das Nações Unidas autoriza as forças internacionais a recorrer às “medidas necessárias” para proteger civis.

A ofensiva é liderada pela França e pelo Reino Unido e para além dos Estados Unidos, conta com a participação de alguns países europeus e árabes, como o Qatar.