Última hora

Última hora

Sanna: funerais transformam-se em mega contestação

Em leitura:

Sanna: funerais transformam-se em mega contestação

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de iemenitas participaram nos funerais de 31 das 52 vítimas mortais das manifestações da passada sexta-feira. Esta foi a maior concentração na capital iemenita, desde o início da contestação ao regime do presidente Ali Abdallah Saleh, em finais de janeiro.
 
A praça, que tem sido o centro da contestação, foi palco na sexta-feira do dia mais violento no Iémen dos últimos meses.
 
Antigo ministro dos Assuntos religiosos do regime, agora no campo da oposição, afirma que “as ameaças e as intimidações apenas vem reforçar a determinação e a presistência dos que manifestam”.
 
 
Homens armados, partidários do regime, segundo os manifestantes, dispararam sobre a multidão a partir de telhados de edifícios da praça matando 52 pessoas e ferindo 126.