Última hora

Última hora

Trípoli diz que ataques da coligação mataram 48 pessoas

Em leitura:

Trípoli diz que ataques da coligação mataram 48 pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Kadhafi acusa as forças aliadas de terem morto 48 pessoas e deixado 150 feridas durante os raides contra a Líbia. A informação foi divulgada pela televisão pública, acompanhada por estas imagens.

Em comunicado lido no canal, as forças armadas acusam a coligação internacional de ter atacado “zonas civis” e precisam que as cidades de Trípoli, Sirte, Bengasi, Misrata e Zouara foram atingidas.

Mas em Bengasi, o berço da revolução, respira-se de alívio com a intervenção militar mandatada pela ONU. Os rebeldes tinham apelado à comunidade internacional para fazer parar os ataques das forças de Kadhafi e pediam uma zona de exclusão aérea. O apelo foi ouvido. Agora, o Conselho Nacional de Transição criado para derrubar o coronel começa a ver o objetivo cada vez mais próximo.

Fathi Baja, membro do Conselho Nacional de Transição, lança um derradeiro apelo ao povo para que aumente o nível de resistência nas aldeias e nas cidades da Líbia, advertindo que “o regime de Kadhafi está a viver os últimos dias e as últimas horas”.

Na madrugada de sexta-feira, as forças de Kadhafi ignoraram a resolução da ONU adotada horas antes e atacaram Bengasi. Pelo menos 26 pessoas morreram e 40 ficaram feridas.