Última hora

Última hora

Detetados alimentos nipónicos com níveis elevados de radioatividade

Em leitura:

Detetados alimentos nipónicos com níveis elevados de radioatividade

Tamanho do texto Aa Aa

O receio de contaminação radioativa dos alimentos cresce no Japão e nos países asiáticos. Nas regiões de Fukushima e de Ibaraki foram encontrados níveis de iodo superiores aos normais em amostras de espinafres e de leite. O governo nipónico suspendeu a comercialização destes produtos agrícolas em quatro prefeituras circundantes à central nuclear de Fukushima. O Japão exporta anualmente 200.000 toneladas de produtos alimentares, nomeadamente fruta, legumes e pescado.

A Organização Mundial de Saúde mostra-se cautelosa. Peter Ben Embarek, responsável pela segurança alimentar, afirma:

“Não é preciso tomar, de imediato, medidas adicionais para nos certificarmos da segurança dos alimentos importados do Japão. Penso que temos de acompanhar os acontecimentos e manter um olho sobre o que acontecer. O que é importante é conseguirmos mais dados sobre a situação no terreno, no Japão.”

Para a OMS os produtos mais suscetíveis de serem contaminados são os legumes, o leite, os ovos e a carne.

Mas nos países asiáticos a preocupação maior é o pescado, ou não fosse o sushi, um repasto confecionado com peixe cru, o prato tradicional japonês mais conhecido no mundo inteiro. Em Taiwan, por exemplo, um restaurador decidiu medir as radiações dos repastos em frente aos clientes.