Última hora

Última hora

Medvedev e Putin mostram divergência sobre a Líbia

Em leitura:

Medvedev e Putin mostram divergência sobre a Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Haverá, pela primeira vez, um desacordo explícito na dupla que conduz os destinos da Rússia?

O presidente Dmitri Medvedev criticou abertamente a comparação feita pelo primeiro-ministro Vladimir Putin entre a resolução do Conselho de Segurança da ONU que autoriza a operação militar na Líbia e as cruzadas da Idade Média.

Medvedev frisou que “existem diferentes comentários sobre o que está a acontecer, mas temos de ser extremamente cuidadosos com as avaliações que fazemos. Não é de forma nenhuma aceitável usar expressões que conduzem a um choque de civilizações, como o termo ‘cruzadas’. Isso é inaceitável, caso contrário a situação atual pode tornar-se consideravelmente pior”.

Algumas horas antes, durante uma visita a uma fábrica no Ural, Putin, dizia que a resolução das Nações Unidas é “deficiente e imperfeita”.

Para o primeiro-ministro russo, permite “todo o tipo de ação contra um Estado soberano” e “faz lembrar uma cruzada medieval”.

Alguns analistas falam num início da campanha para as presidenciais russas, mas outros dizem que Medvedev quis apenas “acalmar os parceiros ocidentais”.