Última hora

Última hora

Antigo presidente ucraniano implicado na morte de jornalista

Em leitura:

Antigo presidente ucraniano implicado na morte de jornalista

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia abriu uma investigação contra o ex-presidente Leonid Kuchma suspeito de ter participado na morte do jornalista Georgy Gongadze.

O editor do jornal eletrônico Ukrainska Pravda era conhecido pelas duras críticas às autoridades antes do seu desaparecimento 16 de setembro de 2000.

Poucos dias depois viria a ser encontrado decapitado numa floresta na periferia de Kiev.

“Kuchma é suspeito de abuso de poder, de dar instruções ilegais ao ministro do interior que terá conduzido à morte do jornalista” explicou o magistrado encarregue do processo.

Kuchma, que ocupou o cargo entre 1994 e 2005, deverá permanecer no país enquanto durar a investigação.

O assassinato de Gongadze foi denunciado pela oposição e deu início a uma onda de protestos que terminou na Revolução Laranja de 2004, que levou Viktor Yushenko ao poder.

A oposição acusa o ex-presidente Kuchma de ter financiado o crime, uma acusação que ele sempre desmentiu.