Última hora

Última hora

Síria: concessões não calam manifestantes

Em leitura:

Síria: concessões não calam manifestantes

Tamanho do texto Aa Aa

As concessões do presidente sírio não calam os manifestantes. Esta quinta-feira à noite, milhares de pessoas continuavam nas ruas de Deraa a gritar “Revolução” e “Liberdade” depois de as autoridades terem abandonado a principal mesquita do centro da cidade.

Durante o dia, vinte mil pessoas juntaram-se para participar nos funerais dos que sucumbiram, um dia antes, às balas da polícia.

Face à vaga de protestos que duram há uma semana, Bussaina Chaabane, conselheira do presidente Bachar al-Assad, declarou que as exigências da população são “legítimas” e admitiu que o regime “vai estudar o levantamento do estado de emergência” – em vigor há quase meio século.

Além disso, esta quinta-feira à noite, a televisão estatal revelou que todos os militantes detidos recentemente vão ser libertados.

Deraa fica a cem quilómetros a sul de Damasco mas é a capital da contestação ao poder. Na quarta-feira, a cidade foi palco de uma violenta repressão: uma centena de pessoas foi morta a tiro pelas forças de segurança, de acordo com ativistas dos direitos humanos.