Última hora

Última hora

NATO avança para a Líbia

Em leitura:

NATO avança para a Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

A liderança da NATO nas operações na Líbia vai começar dentro de três a quatro dias. Os países da Aliança Atlântica concordaram em garantir a zona de exclusão aérea e o embargo de armas mas não o comado integral das missões.

De fora ficam os ataques às forças terrestres. O secretário-geral da NATO referiu que nesse campo haverá para já comandos distintos.

Anders Fogh Rasmussen garantiu no entanto uma coisa. “Vamos cooperar de uma forma muito estreita com os nossos parceiros na região e agradecemos as contribuições”, disse.

Contribuições que contam também com as dos Emirados Árabes Unidos que participam com 12 aviões de combate.

A secretária de Estado norte-americana mostrou-se satisfeita com o acordo da Aliança Atlântica.

“A NATO está preparada para coordenar este esforço internacional e garantir que as nações participantes estão a trabalhar de uma forma eficaz para alcançar os objetivos partilhados. As tropas de Kadafi foram repelidas mas permanecem uma seria ameaça à segurança do povo”, declarou.

A extensão de um acordo para permitir o alargamento do comando da NATO pode ser conseguida nos próximos dias.

Até lá, a responsabilidade de ataques contra forças terrestres cabe ao comando da coligação.