Última hora

Última hora

Síria: manifestações em várias cidades

Em leitura:

Síria: manifestações em várias cidades

Tamanho do texto Aa Aa

A revolta e a repressão agitaram o dia na Síria. Em Sanameïn, no sul, há relato de, pelo menos, 20 pessoas mortas pelas forças de ordem durante uma manifestação.

Na capital, Damasco, há registo de três vítimas mortais na sequência de confrontos entre opositores e apoiantes do presidente Bachar al-Assad.

Em Deraa, no sul, a polícia também tentou dispersar uma manifestação.

A euronews falou com Ghassan Najjar, um ativista dos direitos humanos, em Damasco: “Para haver uma saída positiva, na situação atual, é preciso que o presidente da República Síria peça à polícia para parar de agir contra a população. Caso contrário, a situação vai agravar-se. Pedimos ao presidente para começar imediatamente um diálogo nacional entre os diferentes partidos. Senão, a revolução vai continuar porque o povo está revoltado.”

Os protestos contra o presidente estenderam-se a várias cidades, numa onda de contestação sem precedentes. Mas Damasco foi palco de uma manifestação de apoio ao poder, na sequência das concessões anunciadas pelas autoridades, como a possibilidade de levantar o estado de emergência.

Ao final do dia, o ministro da Informação anunciava que a situação estava calma em todo o país.