Última hora

Última hora

Líbia:NATO ajuda forças rebeldes

Em leitura:

Líbia:NATO ajuda forças rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Misrata, na zona ocidental do país, foi alvo de violentos confrontos entre as forças de Muammar Kadhafi e os opositores ao regime.

A situação é caótica e ambas as fações reclamam o controlo da cidade.

A coligação internacional, num ataque coordenado, bombardearam vários tanques do regime para ajudarem os rebeldes a avançarem no terreno.

A NATO estima que a missão para criar uma zona de exclusão aérea na Líbia deve durar três meses.

O objetivo da missão da NATO é fechar o espaço aéreo líbio a todos os voos, com exceção daqueles de ajuda humanitária autorizados.

A França defende há dias um comando político para a intervenção internacional contra o regime de Muammar Kadhafi, a cargo de um grupo de países ocidentais, árabes e africanos. Paris diz temer que um papel demasiado importante da Aliança Atlântica provoque uma má impressão no mundo árabe.

A União Africana reunião esta sexta-feira em Addis Abeba e afirmou estar disposta a mediar um diálogo entre os líbios de forma a encontrar a uma “transição” democrática.