Última hora

Última hora

Protestos anti-nuclear, na Alemanha e na Itália.

Em leitura:

Protestos anti-nuclear, na Alemanha e na Itália.

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 200 mil pessoas manifestaram-se este sábado, em várias cidades alemãs, exigindo o enceramento das centrais nucleares.

Um assunto que está a marcar as eleições locais, depois de, há meses, a chanceler, Angela Merkel ter afirmado que a opção nuclear é para manter, num momento de recuperação da economia.

Mas o argumento não convence os manifestantes:

“Estas manifestações têm de avançar. Há muitas alternativas e eu próprio poupo alguma electricidade, porque temos muitas centrais nucleares no nosso país, na Europa e noutros locais do mundo”, diz um ativista.

Em Itália, milhares de pessoas também se manifestaram contra a opção nuclear.

O Tribunal Constitucional aprovou a realização de um referendo, em Junho, sobre a questão.

Desde 1987 que o país não usa esse tipo energia. Mas Silvio Berlosconi anunciou a intenção de a retomar.

A opinião pública é desfavorável e já circulam petições, para abandonar o projecto.