Última hora

Última hora

Controlo militar na Libia a cargo da NATO

Em leitura:

Controlo militar na Libia a cargo da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

O comando das operações militares na Libia está agora nas mãos da NATO, após uma semana de intensas negociações.

Esta decisão terá efeito prático nas próximas 72 horas e coloca os 28 aliados da NATO em controlo militar na Libia, protegendo assim a população dos ataques aéreos de que têm sido alvo, assim como garantir uma zona de exclusão aérea na região.

O comandante da missão militar da NATO para a Libia garantiu hoje aos jornalistas que os militares em exercicio na região estão a ter todo o cuidado para minimizar os danos colaterais nas suas operações e que, para garantir a segurança dos civis, será feito o que for necessário fazer sem hesitações.

O comandante canadiano Charles Bouchard é assim o responsavel militar no terreno para todas as operações levadas a efeito na região e a sua escolha foi demorada devido à discordância de opiniões entre a França e a Turquia.

O presidente francês quis restringir a acção da NATO à responsabilidade da máquina militar necessária para coordenar as operações aéreas e deixar o controlo político nas mãos dos 28 membros aliados.

Pelo seu lado, a Turquia quer ser livre de usar o seu direito de veto para assim limitar as operações dos aliados contra infra-estruturas Libias e evitar baixas entre os civis muçulmanos