Última hora

Última hora

NATO assume comando na Líbia

Em leitura:

NATO assume comando na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Está finalmente decidido: A NATO assume o comando de todas as operações militares da coligação internacional na Líbia.

A decisão foi tomada este domingo, mas serão precisas de 48 a 72 horas para concretizar a passagem do testemunho.

Sob o comando do general canadiano, Charles Bouchard, a Aliança Atlântica vai encarregar-se da zona de exclusão aérea, do embargo marítimo e da proteção das populações civis.

Depois de vários dias de discussões sobre o âmbito da missão ficou decidido que as forças internacionais não vão intervir em apoio aos insurgentes que combatem as forças de Muammar Kadafi.

A decisão surge num momento em que a coligação ataca em Tripoli, Misrata e Sirte e em que os insurgentes recuperaram quase todo o leste do país.

A resposta de Tripoli não se fez esperar. O porta-voz do governo diz que “Claramente, o ocidente, a NATO, está a tomar posição neste conflito o que é ilegal, não foi autorizado pela resolução do conselho de segurança e é imoral”.

Entretanto, na capital de líbia é cada vez mais difícil o abastecimento de gasolina. O governo baixou o preço dos combustíveis e ainda não fez qualquer racionamento. Também o pão e os bens de primeira necessidade estão a tornar-se difíceis de encontrar.