Última hora

Última hora

Itália lança operação para transferir imigrantes de Lampeduza

Em leitura:

Itália lança operação para transferir imigrantes de Lampeduza

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália continua a ser a “porta das traseiras” das revoltas no Norte de África.

Mais de um milhar de imigrantes clandestinos chegaram esta noite à Sicília e à ilha de Lampeduza, provenientes da Líbia e da Tunísia.

Desde o início de Janeiro, que mais de 19 mil pessoas cruzaram a arriscada rota marítima, saturando os centros de acolhimento na pequena ilha do Mediterrâneo.

Centenas de habitantes de Lampeduza exigiram uma intervenção rápida do governo para evitar uma crise humanitária.

O responsável das autoridades sanitárias sicilianas, Massimo Russo, fala de um ultimato ao governo para transferir os imigrantes. “A ilha arrisca transformar-se num barril de pólvora prestes a explodir”, afirma.

Roma enviou vários navios de passageiros para a ilha para transferir os clandestinos para o continente. Uma primeira embarcação com 827 imigrantes de Lampeduza atracou hoje em Taranto.

O ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, ameaça repatriar os clandestinos à força se a União Europeia não intervir para travar o fluxo de imigrantes.