Última hora

Última hora

Tensão aumenta na Costa do Marfim

Em leitura:

Tensão aumenta na Costa do Marfim

Tamanho do texto Aa Aa

As forças leais ao proclamado vencedor das eleições presidenciais da Costa do Marfim estão a ganhar posições em todo o país. Mas Abidjan, a capital financeira, ainda está sob controlo do presidente de facto.

A guerra civil generaliza-se. Os apoiantes de Alassane Ouattara deixam um aviso a Laurent Gbagbo.

“A única maneira de fazer com que Gbagbo deixe o poder é a força. Nós sabemos onde ele dorme, nós sabemos onde estão as armas. Se ele pensa que não podemos avançar, ele que tente e veja. Nós vamos avançar durante a semana”, diz um miliciano.

Com a força das Nações Unidas de mãos atadas para agir, a tensão aumenta. Os homens de Ouattara ganharam controlo de duas vilas nos arredores da capital Yamoussoukro e aproximam-se de São Pedro, no sul do país, um importante porto para exportação de cacau.

Gbagbo pediu na terça-feira um cessar-fogo imediato e o início do diálogo garantindo que as forças do norte nunca conseguiriam entrar em Abidjan. Mas, no mesmo dia, um porta-voz das forças armadas incitou a juventude patriota a alistar-se

Entretanto, os civis deixam a cidade, que poderá ser em breve palco de violentos confrontos.