Última hora

Última hora

Prisão perpétua para antigo general argentino

Em leitura:

Prisão perpétua para antigo general argentino

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça argentina condenou a prisão perpétua Eduardo Cabanillas, um general na reforma que há 35 anos dirigiu um centro de tortura no quadro do Plano Condor, um acordo entre ditaduras sul-americanas.

Quatro outros arguidos – agentes e membros dos serviços de informação – foram condenados a penas entre os 20 e os 25 anos de prisão.

O Plano Condor criado pelas ditaduras da Argentina, Chile, Paraguai, Brasil, Bolívia e Uruguai tinha por objetivo eliminar aqueles que se opunham aos regimes.

As organizações de defesa dos direitos humanos calculam que entre 1976 e 1983 o número de mortos e desaparecidos, na Argentina, ronde os 30 mil.