Última hora

Última hora

Costa do Marfim: descobertos 800 corpos fruto da violência intercomunitária

Em leitura:

Costa do Marfim: descobertos 800 corpos fruto da violência intercomunitária

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 800 pessoas terão sido mortas, em apenas uma semana, na região oeste da Costa do Marfim.

A denúncia é feita pelo Comité Internacional da Cruz Vermelha. O organismo acredita que são vítimas de violência entre as várias comunidades do país.

As pessoas foram encontradas mortas, na terça-feira, em Duékoué pelos delegados do Comité Internacional da Cruz Vermelha. Uma informação, hoje, tornada pública.

Em comunicado, o Comité Internacional da Cruz Vermelha refere que, no final da semana, os responsáveis no terreno transportaram para a morgue dezenas de corpos. Adiantando, que seriam precisos vários dias para concluir a operação.

Os confrontos na Costa do Marfim intensificaram-se nos últimos dias.

De uma lado estão os partidários do presidente cessante, Laurent Gbagbo, do outro apoiantes de Alassane Ouattara, que a comunidade internacional reconhece como vencedor das presidenciais de Novembro.