Última hora

Última hora

"População de Bengasi não pertence à Al-Qaeda"

Em leitura:

"População de Bengasi não pertence à Al-Qaeda"

Tamanho do texto Aa Aa

A oração muçulmana desta sexta-feira, na Líbia, foi a oportunidade para relembrar os mártires e afirmar que não morreram em vão. Isto, enquanto o regime resiste e os combates prosseguem entre rebeldes e forças fiéis ao coronel.

O correspondente da euronews, Mustafa Bag, explica que “o povo de Bengasi está na Praça da Liberdade da cidade, reunido para a oração de sexta-feira. Ahmed Murabi, um dos principais clérigos da cidade, pronuncia o khutba – o sermão especial de sexta-feira – negando que os habitantes de Bengasi sejam da Al Qaeda – como acusa Muammar Kadhafi.

Bengasi, feudo da insurreição, no Leste do país, e Ajdabyia, uma das cidades líbias ainda nas mãos dos rebeldes, foram palco de mega manifestações de apoio aos insurgentes, realizadas pacificamente após a oração.

Os fiéis manifestaram, também, a sua desilusão relativamente à Turquia, que se opôs à possibilidade de armar os rebeldes, por temer que isso “favoreça o terrorismo”.