Última hora

Última hora

A guerra de almofada na mão

Em leitura:

A guerra de almofada na mão

Tamanho do texto Aa Aa

Este fim de semana, a guerra é feita de almofada em punho.

Cerca de 40 países participam nesta batalha onde as almofadas são as únicas armas permitidas.

Exorcizar o stress é o grande objetivo e não faltam candidatos.

As redes sociais são, essenciais, para mobilizar miúdos e graúdos, uns mais corajosos que outros.

Criado em 2008, o Dia Internacional da Luta de Almofadas convida a uma guerra pacífica.

Para participar é necessária uma boa dose de energia já que o frente-a-frente dura cerca de 40 minutos.

O correspondente da Euronews, em Londres, foi apanhado no meio desta batalha campal. Munido de microfone, mas sem a obrigatória almofada exemplifica como funciona esta guerra:

Cada um tenta bater, no adversário, o maior número de vezes. No final vence a boa-disposição.