Última hora

Última hora

Descobertos corpos entre os destroços do avião da Air France que se despenhou em 2009

Em leitura:

Descobertos corpos entre os destroços do avião da Air France que se despenhou em 2009

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas anunciaram a descoberta, não só de destroços, mas também de corpos de alguns dos 228 passageiros que morreram no acidente aéreo do Airbus da Air France entre o Rio de Janeiro e Paris, em Junho de 2009.

As caixas negras continuam por localizar, mas o diretor do departamento responsável pela investigação (BEA) diz-se “confiante na possibilidade de encontrar os gravadores, se continuarem presos à fuselagem. Nesse caso, será fácil recuperá-los”.

Mas, quase dois anos depois do acidente, é impossível saber o estado das gravações.

As operações para trazer corpos e destroços para a superfície deverão começar dentro de três semanas.

A noiva de uma das vítimas diz que “será doloroso, porque durante dois anos estava convencida de que os corpos ficariam debaixo de água, para sempre. Mas talvez esta nova fase ofereça às famílias a oportunidade de avançar mais depressa com o processo de luto”.

Na primeira operação de busca, após o acidente, só tinham sido encontrados 50 cadáveres. Os destroços agora localizados correspondem, segundo as autoridades francesas, a uma grande parte da fuselagem.

Em Março, tanto a Airbus como a Air France foram acusadas de homicídio involuntário.

A companhia aérea francesa tinha tentado transferir responsabilidades para a construtora aeronáutica, alegando que a Airbus não teria feito nada para solucionar um defeito em sondas que poderiam estar na origem da tragédia.