Última hora

Última hora

Bill Gates defende ajuda ao desenvolvimento

Em leitura:

Bill Gates defende ajuda ao desenvolvimento

Tamanho do texto Aa Aa

Em nome do desenvolvimento, o milionário norte-americano e antigo patrão da Microsoft, Bill Gates, apelou à União Europeia e aos respetivos governos a respeitar os compromissos a favor dos mais pobres.

Esta terça-feira, em Estrasburgo, Gates lembrou que em 2005 os eurodeputados se comprometeram a elevar as doações até 0,7 por cento do PIB em 2015: “A história da ajuda precisa de ser melhor contada porque é muito importante. Estamos a falar de algo que salva literalmente milhões de vidas todos os anos. Estamos a falar de dinheiro que faz a diferença por exemplo a saber se os agricultores podem cultivar comida suficiente para a família, se conseguem tirar a família da miséria.”

Bill Gates esteve reunido com o comissário Europeu Andris Piebalgs, responsável por delinear a estratégia comunitária no âmbito da ajuda.

“Bill Gates demonstra a eficácia da aproximação dita por nichos: o HIV, a tuberculose, a disenteria, com uma atenção particular para as crianças. Penso que é uma mensagem de encorajamento bem clara: tomar conta de um problema e tentar resolvê-lo”, disse Piebalgs.

Atualmente, dez países cumprem os objetivos intermédios fixados há sete anos. Entre eles, a Grã-Bretanha, que destina 0,56 por cento do PIB para ajuda ao desenvolvimento. A crise económica ameaça impedir a União Europeia de respeitar os compromissos.